#adapte-se

tremendo tudo

Olá,

Aposto que você já passou por várias situações a que teve que se adaptar e nem se deu conta disso. Venha entender como esse processo é muito mais importante do que você imagina e ainda aprender a construir um sismógrafo!

#materiais
  • 1 caixa de papelão
  • 1 sacola plástica
  • 1 fita adesiva
  • 1 canetinha
  • 1 tesoura
  • 2 ou+ folhas de rascunho
  • algumas moedas

#CONTEXTO​

ASSISTA AO VÍDEO ABAIXO PARA ENTENDER O CONTEXTO DA SUA ATIVIDADE

Concentre-se em um lugar em que consiga tanto assistir ao vídeo quanto ter espaço para fazer sua atividade #Mão na Massa.

#mão na massa
ASSISTA AO VÍDEO PARA VER O PASSO-A-PASSO DO SEU PROJETO!
Chegou a hora de construir o seu próprio sismógrafo! Vamos nessa? Depois de separar os materiais e assistir ao vídeo, iniciaremos.
#materiais
  • 1 caixa de papelão
  • 1 sacola plástica
  • 1 fita adesiva
  • 1 canetinha
  • 1 tesoura
  • 2 ou+ folhas de rascunho
  • algumas moedas
#para você se inspirar!
#se liga!
  • Não deixe a canetinha apoiada na folha suportando todo o peso da caixinha. Para o sismógrafo funcionar, ela precisa estar pendurada, assim conseguirá se movimentar livremente sobre a folha, ainda encostando nela.

  • Você pode fixar o seu sismógrafo com fita na mesa para que ele tenha resultados mais precisos!

  • Na hora de testar o seu sismógrafo, fica mais fácil e divertido se alguém puder balançar a mesa para você. Assim, você pode se concentrar em puxar o papel devagar.
#fica a dica
  • Você pode substituir a sacola plástica por barbante ou lã! Só lembre-se de manter a caixinha bem reta na hora de pendurá-la.
  • Na hora de fazer o corte na caixa para passar a folha, cuidado para não cortar muito perto de suas extremidades, porque ela pode ficar mais fraca.
  • Reforce com fita adesiva sempre que achar necessário.
  • Você pode usar estilete para fazer os cortes mais finos no seu sismógrafo, só tome bastante cuidado para não se machucar!
#perguntas frequentes

Caso você não tenha uma caixa pronta, pode usar pedaços de papelão para montar uma. Qualquer tipo de caixa serve, desde que ela seja bem firme (dá para reforçá-la com fita adesiva). O importante para construir a base do sismógrafo é que a parte superior – onde prendemos o fio – esteja bem presa ao chão, pois os dois devem se movimentar juntos. Tendo isso em mente, sinta-se livre para explorar outras possibilidades, como potes de plástico.

Até que funciona, mas não da melhor maneira. A canetinha libera tinta com mais facilidade no papel, basta estar encostando levemente na folha, enquanto a esferográfica precisa deslizar sobre a folha para soltar a tinta. O que pode acontecer se você não tiver canetinha é seus registros ficarem bem mais fracos.
A moeda tem a função de fazer peso no nosso sismógrafo, portanto você poderá substituí-la por qualquer outro objeto mais pesadinho que caiba na caixinha, como parafusos ou bolinhas de gude.
Errar faz parte do processo maker e não quer dizer que seu sismógrafo não vai funcionar. O que acha de refletir sobre o que você errou e pensar como poderia fazer diferente? Assim, dá para recomeçar e conseguir avançar no seu projeto.
#missão cumprida!
FINALIZE A ATIVIDADE MANDANDO UMA FOTO PARA A GENTE!
  • O que você achou de fazer esse projeto?
  • O seu sismógrafo funcionou conforme o esperado?
  • Que tal contar para a gente como foi?
clique no botão abaixo para enviar sua atividade para o professor:

#compartilhe

com a gente!

Veja o que outros makers estão fazendo também! Compartilhe seu trabalho com a gente!

ei,

psiu!

Não esqueça de fazer o envio da sua atividade!

Para que seu professor e a gente consiga ver seu protótipo é necessário que você mande ele por meio desta página! 

Se você já finalizou sua atividade, clique no botão abaixo para fazer o envio.